05/12/2015

Resenha Literária | Eu te olhava pela janela

Livro cedido por: Gleize Costa
Título: Eu te olhava pela janela
Autora: Gleize Costa
Editora: Amazon/Independente
Número de páginas: 213
Sinopse: E se você descobrisse que um lindo e misterioso rapaz vem te observando há bastante tempo através de uma janela aparentemente fechada?
"O lindo vizinho olhou profundamente nos meus olhos, dizendo: — Amanda, eu te observo todos os dias, através da janela do meu quarto. É mais forte do que eu, simplesmente não consigo parar de te olhar. Fico observando todos os seus movimentos no quintal, na varanda, e até dentro da sua casa, quando as suas janelas estão abertas..."
Diariamente, Amanda precisa aturar o temperamento violento e as investidas sexuais do seu padrasto. Sem pai e sem mãe, tudo o que ela tem é o adorável e inocente Betinho, seu irmão caçula de apenas 9 anos. Mas, um dia, seu irmão desaparece... Onde estaria Betinho?! O que fizeram com ele?! Agora, ela precisa encontrar o seu irmão e acertar as contas com o seu terrível padrasto. No entanto, por mais que parecesse que ela estava sozinha, havia um LINDO VIZINHO que a observava todos os dias através de uma janela, e ele estava disposto a fazer QUALQUER COISA por ela...
Oooi, gente abençoada! Tudo beleza? Estou eu aqui, para finalmente trazer para vocês a resenha deste livro, no qual recebi da linda e querida parceira, Gleize Costa. Os agradecimentos estarão ao final da resenha  Quero adiantar que este livro me surpreendeu de uma forma deliciosa! Vamos logo para a resenha, né?

Resenha:

As apresentações do livro: no início, temos o ponto de vista de Rodrigo, um rapaz que formou-se em medicina, na área de pediatria e que está voltando para o Brasil depois de viver dez anos com seus avós em Portugal. Ele sempre fora apaixonado pela vizinha, no qual ele observava por uma fresta na janela de seu quarto, sem que ela sequer sonhasse que isto estava acontecendo ou o real porquê. Não, ele não a via de forma íntima ou com malícia, mas sim os momentos em que ela estava estendendo roupa; sentada na varanda; ela olhando para a casa dele... Então ele a observava porque gostava dela, sem nenhuma segunda intenção. 
"- Nunca. É impossível e o senhor sabe o motivo. A Amanda marcou a minha vida de todas as maneiras possíveis."
Rodrigo, por curiosidade e saudades, "invade" a casa da vizinha que amou e ainda ama, sabendo que a mesma estaria vazia, pois seu pai lhe contara que Amanda já tinha saído dali há muito tempo, precisamente há dez anos. Ele acaba encontrando um caderno de capa rosa, no qual pertencia a menina que na época, tinha apenas quatorze anos e ele, dezessete. Ali, Amanda descreve os acontecimentos de sua vida, então é nesse momento que o passado vem a tona e somos levados junto com as lembranças de Rodrigo, para o ponto de vista da nossa querida Amanda Diniz, no qual me surpreendeu com seu crescimento tanto como pessoa, como espiritual durante os capítulos e com suas experiências com Deus, o que me fez sorrir, pois nossos momentos com Deus é muito massa! 
"Não era justo passarmos nossas noites em claro. Não era justo morarmos com aquele monstro e vivermos com um baita medo 24 horas por dia."  
Amanda e seu irmão de nove anos, Betinho (seu apelido), viviam com o padrasto Luís, no qual era um viciado e que frequentemente batia nas crianças quando chegava em casa. Seu pai sumira e a mãe morrera anos atrás, então não restava chance a não ser conviver com o homem que além de ser abusivo, assediava Amanda sempre que possível. 
Me emocionei com a luta diária de Amanda para proteger o irmãozinho daquele homem ridículo e ainda, cuidar de uma casa. Ela só tinha quatorze anos, era uma criança e precisou passar por muitas situações para proteger o irmão e a si mesma. E fico imaginando que existem crianças que são submetidas a viver deste modo, até mesmo aquelas que tem pais, porém, os mesmos são irresponsáveis e ruins. Elas tem que amadurecer ainda quando crianças, e estas nem aproveitam direito a infância, um dos melhores períodos de nossas vidas, o que é realmente lamentável, pois creio que toda criança merece uma infância feliz. 
Sobre a vida de Amanda, um acontecimento trágico acaba trazendo mais traumas para a vida da garota, como o sumiço repentino de Betinho e a tentativa de estupro pelo Luís, no qual era uma vingança por uma situação anterior no capítulo. Fiquei chocada, chocada mesmo com a realidade ali. Quantas meninas e até mesmo meninos não sofrem de abusos sexuais? Isso me revolta, e o que nos resta mesmo é orar, não é? Pedir para Deus livrar essas crianças desse sofrimento, pedir para que Deus tenha misericórdia, porque é punk. 
Voltando para a resenha e enredo, antes de Luís conseguir qualquer coisa, Rodrigo aparece de repente e salva a menina que ama, no qual poderia nem mesmo sobreviver mais do que aquela noite, já que Luís estava com uma arma e a ameaçava com isto. Então, no fim das contas para evitar spoilers, Luís acaba morrendo em um acidente naquela mesma noite, e que envolve Rodrigo nessa. 
"- Por que arriscou a sua vida pra me salvar? - perguntei abraçada a ele.
- Porque se acontecesse algo ruim a você, eu jamais me perdoaria por não ter feito alguma coisa pra te ajudar." 
Como dito e como já concluímos ao ler anteriormente, Rodrigo e Amanda acabam se afastando e cada um vai viver suas vidas. Rodrigo fora morar com os avós fora do país, e Amanda acabou indo para um abrigo, onde encontra uma garota que se torna sua melhor amiga, Sabrine, no qual no decorrer da estória, ela é muito importante, além de que é um amor, gente! Me identifiquei bastante com ela, pois além de gostar de ler, ela é uma escritora! E claro que ela iria ajudar nas buscas do Betinho, no qual me surpreendeu e me deixou muito comovida.
Eu gostei muito das surpresas, dos mistérios, do envolvimento de Deus no enredo. Gleize novamente mostrou que pode sim, superar a cada novo livro, com cada nova história para se emocionar e receber bastante. O reencontro dos dois é muito emocionante, e há apenas um detalhe que me incomodou um pouco durante a leitura: fora justamente a forma meio obsessiva do Rodrigo nos diálogos. No começo, eu fiquei meio desconfortável, mas no decorrer dos capítulos, o ar de obsessão e o ar de dominador, foi sumindo e se transformando mais em carinho e preocupação, o que achei bom, pois não sei se me daria bem com o personagem se ele continuasse a falar daquele jeito hahaha Rodrigo é um cara incrível, ele se mostrou muito forte e que estava ali para ajudar no que fosse preciso, mas ele não me conquistou tanto quanto os outros personagens masculinos criados por Gleize, apesar de que Rodrigo é um personagem bem construído, tirando o começo do ar dominante, ele se entrega por completo, ele se importa e demonstra isto a cada pequena atitude.
"- Sim, juntos. - Rodrigo colocou sua mão direita atrás do pescoço dela e sussurrou: - Eu te amo, sempre te amei."  
O amor entre Rodrigo e Amanda é lindo, gente! É inspirador, e nos mostra que o amor tudo espera, sim! Eles tiveram que passar dez anos afastados, tiveram que amadurecer para poder se encontrarem de novo, e agora no tempo que Deus preparou para eles. A amizade, a confiança, e principalmente, o perdão, são as mensagens que peguei nas entrelinhas. O perdão é algo essencial em nossas vidas, ele nos liberta e cura feridas em nosso coração. Todo ódio, angústia e qualquer sentimento semelhante, eles te deixam presa no passado, te deixam triste e infeliz. O perdão é algo tão libertador, que a paz preenche o coração em seguida! Deus é tão bom, que nos deu mais esta chance para a gente ter paz de espírito, para seguir em frente e ser feliz. 
Gleize sempre traz mensagens lindas em seus livros, então com este não fora diferente. O amor entre irmãos, o amor entre amigos e com o melhor de Deus; é algo tão puro e bom para todos! Além do amor de Deus por nós. Gleize arrasou novamente, então só devo meus parabéns para ela, para você, querida parceira!
"Estava chorando de felicidade, por saber que nem tudo estava perdido, por saber que havia um Deus que a amava e a protegia, por saber que poderia sim esperar por coisas boas, porque quando chega o momento certo, elas simplesmente acontecem."
Muitas surpresas, emoção... Este livro trouxe muita emoção ao meu coração, principalmente em reencontros e certas partes. A autora soube muito bem como nos prender e nos fazer suspirar a cada novo capítulo. 
Sobre a diagramação:a  as páginas são amareladas, e gente, o cheiro das páginas! É diferente dos outros livros, não sei explicar, eu fiquei dizendo direto aqui em casa o quanto cheirava bem hahaha Vi alguns erros de digitação, mas nada tão alarmante ou desconfortável; o livro não possui orelhas e as informações sobre a autora é na última página. 
Realmente me surpreendi com o livro, me surpreendi com o real enredo ali, pois admito que fiquei um pouco desconfiada quanto ao assunto que seria tratado. Eu não gosto de ler livros ou mesmo artigos que falem sobre abuso sexual ou algo relacionado, pois se não entro na carne e fico aqui com raiva, com revolta, aí não presta hahaha Então eu evito bastante tudo isso. 
Parabéns, Gleize, por conseguir me prender mais uma vez ao seu livro! Que Deus continue a te iluminar, que o Espírito Santo te dê mais inspirações para tocar cada vez mais as pessoas. Sou muito grata a Deus por ter o prazer de conhecê-la e de poder ler seus livros que são definitivamente edificantes! 
Espero que vocês tenham gostado da resenha tanto quanto gostei de escrevê-la. Não deixem de pesquisar sobre, viu? Vocês não vão se arrepender! 
Beijos e fiquem bem! 

Gleize Costa mora no Rio de Janeiro, é formada em Administração de Empresas pela Unicarioca, casada desde 2009 e completamente apaixonada por Jesus, gatos, filmes, livros, computadores e as séries Friends e The Big Bang Theory. É autora de quatro romances.
Em 2013 publicou Eu te olhava pela janela, este livro foi muito bem recebido pelos leitores e por várias vezes esteve no ranking da Veja como um dos e-books mais vendidos. No final de 2014 veio a publicar Meu Namorado Literário, e não estava em seus planos escrever uma sequência para este livro, mas os leitores insistiram para que houvesse uma continuação para alguns personagens... Então, em maio de 2015, publicou Meu Namorado Literário 2 - O Estranho Sem Rosto.
Para entrar em contato com a autora é muito fácil, basta visitar www.gleizecosta.com, e lá você encontrará todas as redes sociais de Gleize Costa.
   



8 comentários

  1. Amigaaaaaaaaa, que bom que gostou da história! E fiquei sorrindo à toa quando você disse que o livro é cheiroso. kkkkkkk. Obrigada pelo carinho, amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooooi, Gleize! Kkkkkkk fico tão feliz em saber que você gostou e que a surpresa te fez feliz. Eu gostei bastante, me surpreendi a cada novo capítulo ❤ sério, o cheiro das páginas é muito boooom! Eu não parava de dar aquela paradinha na leitura para poder cheirar as páginas Kkkkkkkk obrigada você, por todo carinho e atenção! Beijos!

      Excluir
  2. Nossa.... eu simplesmente amei a resenha! não conhecia o livro, mas confesso que quero muito lê-lo... bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooi, Mércia!
      Muito obrigada ❤
      Esse livro é incrível, muito bom mesmo. Eu verdadeiramente me surpreendi!
      Beeijos, linda!

      Excluir
  3. Nossa parece ser um livro bom, esse tema é bem tenso mas fico feliz que a personagem se safou! Também fico muito apreensiva e com raiva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooi, Thamiris!
      Ele é bom, realmente. O tema abordado fora um dos motivos de eu ter evitado a leitura no início, mas graças a Deus eu consegui me envolver com o assunto e até mesmo saber um pouco mais, apesar de ficar bem tensa durante as primeiras páginas.
      Muito obrigada pelo comentário!
      Beeijos

      Excluir
  4. Oi :)
    Adorei a resenha, é sempre bom quando encontramos autores nacionais que escrevem bem e livros que nos surpreenda né? Gostei bastante da ideia do livro e pela sua descrição deve ser bem tenso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi, Lucas! Que bom que gostou :3
      É tenso sim, mas a gente sempre está voltado para a reflexão, sabe?
      Muito massa.
      Abraços!

      Excluir

Que tal deixar a sua opinião registrada aqui no blog?! Nós ficamos muito felizes por saber o que você pensa e pela sua visita.
Por favor, nada de comentários não construtivos e desrespeitosos :D
Deus te abençoe e volte sempre que quiser!
Comentários passam por moderação e são sempre respondidos! Caso queira ver a resposta, ative a notificação ^-^