16/12/2015

Resenha Literária | O despertar do Guardião - A saga da Legião Branca

Antes de começar o post...
Happy birthday to you, happy birthday to you, happy birthday dear Dáfne, happy birthday to you! Parabéns, Dáfne! Que Deus continue a te abençoar e a iluminar seus caminhos. Que você realize seus sonhos e que continue a ser esta pessoa incrível, simpática, engraçada e muito mais! Agradecemos por tudo que está nos proporcionando com esta parceria, que é uma bênção. Muito obrigada! E o meu humilde presente é a tão esperada resenha do seu livro, no qual devo já adiantar que me surpreendeu de uma forma maravilhosa, e não só a mim, mas a Nahh também se surpreendeu bastante! Surtamos juntas, o que foi incrível  Vamos logo para a resenha, sim?
Livro cedido por: Dáfne Freitas
Título: O despertar do Guardião - A saga da Legião Branca
Autora: Dáfne Freitas
Editora: Novo Século (selo talentos da literatura brasileira)
Número de páginas: 398
Sinopse: No pequeno planeta Gondorle o Capitão da Guarda Real, Héricles Adalberon, se vê diante de um dilema: manter-se ao lado do Rei e tentar proteger o reino, ou sacrificar sua carreira e manter a Princesa a salvo? Salvar o reino pareceria o mais óbvio, mas sua intuição lhe dizia o contrário. Teria que se aliar ao inimigo do reino nessa empreitada sem cabimento, e torcer para que seus propósitos fossem compreendidos.
A história inicia-se com uma decisão difícil, que reúne pela primeira vez os personagens de uma trama muito maior. Enquanto aprendem a trabalhar juntos e confiar uns nos outros, estreitam-se os laços entre eles. E quando uma força estranha desperta, num incêndio monstruoso, eles descobrem que há muito mais em jogo do que apenas a busca pela salvação do reino.
Uma narrativa envolvente e um enredo cheio de fantasia e mistérios. O Despertar do Guardião é apenas o início de uma aventura que desvendará os mistérios ao redor da Lenda de AVA, a Grande Legião Branca.

Resenha:

As apresentações do livro: bom, como é narrado em terceira pessoa, somos apresentados com momentos variados da vida dos personagens, mas que claro, sempre foca mais nos que são os principais. No início, nos vem então o rei Luca, de Gondorle, um planeta criado pela querida Dáfne, que arrasou neste quesito. Ele confia e "criou" Héricles, o capitão da Guarda Real, como um filho, por isto notamos a forte ligação entre os dois e a confiança mostrada desde o começo do livro, mas que... Bem, vai ser quebrada.
"Héricles caminhou até o banheiro e lavou o rosto. Apoiou-se na pia e suspirou de olhos fechados. Tirou o casaco e a camisa do uniforme e os jogou no cesto de roupas sujas. Ele tinha uma decisão difícil a tomar. Por alguns segundos, olhou o seu reflexo no espelho, esperando que ele lhe desse uma dica, um sinal de qual caminho tomar. Mas nada. Somente seu rosto cansado." 
Héricles é um homem de caráter, que pensa nas pessoas que ele ama em primeiro lugar, que "sofre" -- entre aspas, porque ele não liga para o que os outros falam dele, o que eu acho magnífico no personagem -- certa pressão por causa do seu jeito certo e até um pouco rude. Esta pressão que falo, é justamente as pessoas criticarem ele e ainda ele ter a responsabilidade de agir da maneira certa sempre, já que em suas mãos está a Guarda Real, não é? Logo já se pode ter noção do que está por vir ao ler o quote acima.
E então surgem os outros personagens no decorrer dos capítulos, como a Si, a princesa que me surpreendeu e suas amigas, Carol e Bruna, no qual são irmãs e ambas noivas dos vilões. Falo logo, porque isso não é spoiler, certo? Está óbvio nas primeiras páginas rsrs Estas mulheres me surpreenderam de forma maravilhosa, pois mesmo que a Carol tenha me irritado muito com sua grosseria e ar de superioridade para cima do Héricles -- que acho massa quando dá uns foras nela --, ela me surpreendeu positivamente. Mas, foras a parte e discussões engraçadas, nos vem então o Dimitri... Necessito colocar um gif representando o tipinho que é esse homem:
Eu sei, eu sei que não lembra realmente o Dimitri como a descrição no livro, mas o único homem que eu imaginei enquanto lia o livro foi esse ator e este personagem! O jeitinho deste personagem, que é do filme "Gladiador", é para mim, idêntico ao do personagem Dimitri. O ar sarcástico, o deboche, o ar de superioridade, a falsa coragem... Tudo isto me levou a fazer esta comparação. Mas, vamos voltar para o enredo, não é? Ou eu vou acabar fazendo um novo post sobre Dimitri, pois eu falo mais sobre ele AQUI  rsrs
O enredo, como já dito na sinopse, nos traz o dilema de Héricles, que é justamente manter a confiança que o rei tem para com ele ou salvar a princesa Si de um futuro trágico. Héricles queria fazer o certo, queria poder achar outra saída, porém, a que mais fazia sentido mesmo, seria o sequestro da princesa e assim, mantê-la a salvo das mãos de Dimitri -- sim, ele está obviamente envolvido nessa questão e é claro que sua inveja para cima do Héricles está junto em suas ações até mesmo bem manipuladas.
"Si ouviu o disparo ao mesmo tempo em que sentiu um braço forte segurá-la pela cintura, puxando-a para trás, e duas longas asas se fecharem em sua frente, protegendo-a do tiro que vinha em sua direção." 
Surge então a Zira; Nova (meu amor!); Ambaris (amor da Nahh); Alexandre; Beto - que é irmão de Héricles, mas que acabou se envolvendo com o grupo dos rebeldes; Shiloh (tigre lindo e amorzinho); e o inesperado e não planejado sequestro de Carol e Bruna. Há muita coisa para ser falada sobre o livro, mas como não quero estragar as surpresas e também não deixar nenhum spoiler para vocês (mesmo eu amando spoilers, eu sei que isto não ocorre com todo mundo hehe), vou deixar esta parte das apresentações para vocês mesmos descobrirem ao lerem o livro, certo? Vocês vão surtar e se surpreender a cada nova página, não vão conseguir largar o livro!
Agora partindo para as entrelinhas... Sempre recebo mensagens quando leio qualquer livro, então com este não fora diferente, e devo adiantar que o que o livro me passou foi lindo e uma surpresa. Sobre sacrifícios, amor, perdão, confiança e o principal: a amizade. Este livro me mostrou que amizades podem ser formadas no inesperado, com pessoas inesperadas e que o poder da amizade pode superar dificuldades e vencer o mal. Dáfne soube mesclar vários assuntos em seu livro de forma maravilhosa e que somente quem presta bastante atenção irá perceber. Os sacrifícios que os personagens tiveram que fazer, nossa... Me emocionei muito, principalmente com Carol, que se mostrou ser uma mulher muito forte e que luta para obter o melhor e salvar aqueles que ama.
O bom é quando a gente lê um livro que traz assuntos que nós vivemos em nosso dia a dia. Por mais amizades verdadeiras e sinceras! O amor envolvido no livro vai crescendo aos poucos, estou falando de casais mesmo, então foi uma surpresa para mim, principalmente meu casal favorito. A confiança que cresce a cada capítulo deixa claro que os laços da amizade fortaleceram este quesito, a descoberta da amizade é muito envolvente, principalmente em relação ao Nova, que era considerado o vilão, e Héricles, que não confiava nem um pouco nele. O perdão foi tratado de forma suave e muito tocante, pois eu sei o quanto esta parte foi tratada no livro. Amei tudo, tudo e tudo! Dáfne sabe como prender o leitor.
Sobre a diagramação: o livro tem as páginas amareladas; não encontrei erros de digitação ou pontuação, somente há uma parte em que tem a troca do ela por ele, mas nada alarmante; nas orelhas tem uma citação e sobre a autora; a capa é linda como já disse milhões de vezes e a fonte do título é maravilhosa; não há nada do que reclamar sobre a diagramação do livro, fizeram um ótimo trabalho!
"Lembre-se: você é o Filho do Fogo. Ele nunca vai machucá-lo."
Dáfne, você me surpreendeu de forma incrível com seu livro. Quando comecei a ler, eu não fazia ideia de que ele seria tão bom e que se tornasse um dos meus favoritos. Surtei muito, fiquei comentando sobre ele com a Nahh (que surtou também), fiquei louca com o meu shipper, fiquei muito animada com as batalhas e devo dizer que uma das melhores cenas para mim é a tortura que as meninas passaram rsrs Não vou falar mais nada, então deixem a mente de vocês os levarem para algum lugar!
Parabéns, Dáfne, por ter criado um mundo tão magnífico e bem pensado, por ter criado personagens apaixonantes e um vilão que nos leva a querer entrar no livro e dar uns belos socos nele. Muito obrigada pela oportunidade de conhecer esta saga que está apenas no começo, mas que já considero bastante. Que Deus continue a te iluminar e que mais inspiração chegue! Parabéns novamente.
"- Eu amo você, rainha Si de Albuquerque. - Ele sorriu e a beijou."
Espero que tenham curtido a resenha, que tenham se interessado mais ainda nesta saga, que promete ser incrível a cada novo livro. Torcendo muito para que o segundo saia logo e que me surpreenda ainda mais! Comentem, pesquisem mais sobre, comprem e leiam, não vão se arrepender. 
Beijos e fiquem bem!
Leia os posts relacionados ao livro clicando nos aquis a seguir:
 AQUI #1 / AQUI #2AQUI #3 / AQUI #4AQUI #5 / AQUI #6


Dáfne P. Freitas nasceu em 1984, em São José dos Campos, mas vive em São Paulo desde os dois anos. Incentivada  à  leitura  desde  muito  cedo,  encontrou  nos  livros  de  aventura  e  fantasia  uma válvula de escape para sua mente inquieta e cheia de devaneios. É publicitária por formação, casamenteira por profissão, arqueira por curiosidade, patinadora por acaso, sonhadora por natureza, crítica de cinema por intromissão mesmo e escritora por paixão. Além de ser dona de um furão chamado Chucrute.
Onde podemos encontrá-la? Fácil, segue os links e siga: FAN PAGE / INSTAGRAM / TWITTER




14 comentários

  1. Curiosa pela leitura desse livro *_* Agora, com sua resenha, só vou imaginar o Dimitri como o charmoso do Joaquim Phoenix independente da descrição hahahahaha <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooooi! Né isso?! Eu não conseguia imaginar outra pessoa a não ser este ator. E independente da descrição mesmo :3
      Espero que você leia logo o livro, é incrível! Beijos e volte sempre.

      Excluir
  2. Primeiramente... Parabéns a autora Dáfne Freitas!
    Venho acompanhando as resenhas sobre o livro, e estou cada vez mais curiosa para lê-lo. Parabéns pela resenha!

    Ps. Feliz Natal Meninas! beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Mércia! Desejo um Feliz Ano Novo para você ❤
      Leia sim, você vai gostar! É incrível, pô! Beeeijos.

      Excluir
  3. Ruhh!! Eu amo esse livro!! Foi a melhor leitura de 2015 que fiz, sério!! Fiquei encantada e apaixonada pelo mundo criado pela autora..Ah o Héricles é tudo de bom!!! Amei sua resenha, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi, Suzana! Ele não é incrível? Eu ainda estou superando a leitura, na verdade hahaha Prefiro o Nova, sorry <3 Nova é melhor personagem! :3
      Beeijos e obrigada!

      Excluir
  4. Parabéns para a autora!
    E a resenha está ótima, com certeza os livros melhores são os que nos deixam cheios de sentimentos e reflexões!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi, Thamiris! Com certeza =D Esse livro é ótimo, creio que todos que o lerem irão se surpreender não só com a qualidade do enredo, mas com as mensagens que recebemos após a leitura.
      Beeijos

      Excluir
  5. Olá,
    Já ouvi falar deste livro e a sua resenha me despertou muito a curiosidade.
    Parabéns pelo post, ficou muito bem escrito.
    Abraços
    www.pontoparaler.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi, Paulo!
      Obrigada, fico feliz que tenha gostado da resenha =D Esse livro é incrível, eu só tenho elogios, na verdade. Espero que possa ler um dia.
      Abraços!

      Excluir
  6. Olá!
    Não conhecia a autora, mas já deixo o meus parabéns atrasado à ela! haha Fiquei bastante curiosa pelo livro após sua resenha. Adorei o fato dela ter retratado sobre amizade e perdão. Parece-me que a autora acertou em cheio na história!
    Quero muito ler!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi, Kamilla! Com toda certeza a Dáfne acertou \o/ Eu ainda estou com o enredo bem fresco na minha cabeça, e isso só acontece quando um livro me marca e é muito bom, então... Já saiba que eu indico mil vezes!
      Beeijos e espero que possa ler um dia ;)

      Excluir
  7. A premissa desse livro é bastante instigante, mas o que me consquistou foi sua resenha... As coisas que você falou sobre ele, os quotes... #IndoComprar
    Realmente, esse livro deve ser perfeito. Pelo que eu entendi, é um livro de época, essa informação procede??

    Beijinhos da Mady.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi, Rayssa! Aah, fico feliz que tenha gostado da resenha <3
      Esse livro é surpreendente! Tenho muitas partes favoritas bem vivas na memória, mesmo depois de um tempo de leitura. Então, tem características medievais, porém, é ambientado num mundo de sci-fi, ou seja, a tecnologia é de deixar a boca aberta. Existem naves, etc... Então é uma mistura, entende? O que eu AMEI!
      Beeijos e espero que leia mesmo esse livro, não vai se arrepender <3

      Excluir

Que tal deixar a sua opinião registrada aqui no blog?! Nós ficamos muito felizes por saber o que você pensa e pela sua visita.
Por favor, nada de comentários não construtivos e desrespeitosos :D
Deus te abençoe e volte sempre que quiser!
Comentários passam por moderação e são sempre respondidos! Caso queira ver a resposta, ative a notificação ^-^